Homem contando dinheiro do FGTS para investir em imóvel

O FGTS é uma garantia financeira em caso de demissão de colaboradores empregados com carteira assinada. Sob essa condição, a empresa destina um valor mensal em que o colaborador está ativo para que seja guardado em uma conta que só pode ser movimentada pelo empregador em algumas condições específicas, como rescisão de contrato, questões de saúde, aposentadoria ou compra de imóvel (entre outras formas adicionais).

O FGTS é um recurso muito procurado por aqueles que buscam investir na compra de um imóvel, terrenos ou imóveis em planta, e também é um recurso bastante promissor que irá te ajudar a alcançar o sonho da casa própria.

Vamos entender todas as maneiras de utilizar o FGTS a seu favor na hora da compra do seu sonhado imóvel.

Vem com a gente conferir!

 

  • FGTS na compra de terreno

O FGTS é um recurso promissor na hora de comprar um terreno, porém há exigências para que essa compra seja autorizada. Esse recurso só pode ser utilizado no intuito de aquisição e construção de moradia, sua condição de uso e liberação é que seja realizado junto a compra um financiamento de construção de casa. Dessa maneira eles terão a garantia de que será realizado a construção de uma casa no terreno e não para outro intuito.

 

  • FGTS para imóvel na planta

No caso de imóveis na planta o uso não é liberado. Isso porque, o FGTS é válido para casas e apartamentos prontos para morar. A questão é que imóveis em plantas não possuem registro público, já que o imóvel está em fase de construção ainda. Esse recurso poderá ser usado apenas na fase de pagamento apenas após a entrega das chaves, quando o pagamento é feito diretamente com a instituição financeira, aí o FGTS pode ser utilizado em imóveis na planta.

 

  • FGTS na compra do imóvel pronto (casa/apartamento)

A compra de um imóvel já pronto ele é um dos mais solicitados para o uso do FGTS, porém para que seja aceito precisa cumprir alguns requisitos, tanto o comprador quanto o vendedor do imóvel.

 

Pré-requisitos do comprador:

  • Ser brasileiro ou naturalizado;
  • Possuir mínimo de 3 anos de carteira assinada (em qualquer emprego);
  • Ter renda mensal suficiente para que as parcelas do imóvel caibam no teto de 30% do salário comprometido com o financiamento;
  • Não ter imóvel em seu nome na mesma região do imóvel a ser financiado;
  • Não ter pendências em instituições como SPC e SERASA;
  • Não ter outro financiamento pelo SFH em andamento.

Pré-requisitos do imóvel:

  • Ser imóvel residencial;
  • Imóvel com valor máximo de R$1,5 milhão;
  • Não ter sido negociado utilizando o FGTS nos últimos 3 anos;
  • Estar inscrito e regularizado no Registro de Imóveis;
  • O imóvel deve estar nas mesmas condições constatadas na matrícula.

Pré-requisitos do vendedor:

  • É fundamental que o vendedor não possua processos em andamento no momento da venda (em caso de venda de imóveis usados), principalmente na Justiça Trabalhista ou de Família.

 

FGTS: como utilizar no seu imóvel

O FGTS não necessariamente é usado apenas para compra de um imóvel como todos já sabem, mas existem três formas de se utilizar o FGTS a seu favor. Vem com a gente e descubra cada uma delas.

 

  • Amortização no valor da dívida

Esse recurso é utilizado para diminuir a sua dívida total da compra do imóvel. A vantagem dessa opção é a redução do pagamento de juros, uma vez que, essas taxas são calculadas pela instituição financeira sobre o valor total financiado.

Assim, quando você adianta um montante do financiamento e amortiza do total do saldo devedor, por consequência o peso do juros mensal no seu bolso diminui, além de você diminuir o tempo de financiamento também.

 

  • Redução do valor das parcelas

A redução do valor das parcelas funciona com a utilização de uma quantia do valor do FGTS mês a mês para abatimento de parte da parcela do financiamento. Nessa opção não há redução dos juros pois a dívida continua igual, ao invés disso, há um “alívio” no valor que você vai pagar na parcela mensal.

 

  • Entrada no imóvel

A forma mais recorrente do uso do FGTS é como entrada do pagamento do imóvel. Isso porque, no mínimo 20% do valor total do imóvel deve ser pago na entrada, e o restante é financiado. Para isso você deve sinalizar ao banco que deseja usar o seu FGTS como forma de pagamento da entrada do imóvel.

 

Se você ainda tem dúvidas sobre o assunto, fale com a gente!

Mande a sua mensagem para a gente: (24) 3348-1020!

Para comprar, alugar ou investir, a Redeplan te ajuda a decidir.

Vem pra Redeplan!